A REVOLTA DOS COLONOS OUTRAS MEMÓRIAS

  • Tiago Arcanjo Orben
Palavras-chave: Sudoeste do Paraná. História oral. Experiências sociais. Memória.

Resumo

A presente comunicação apresenta alguns aspectos de minha pesquisa de Mestrado, na qual, procuro refletir narrativas de personagens que participaram da Revolta dos Colonos de 1957 ocorrida no Sudoeste do Estado do Paraná. O levante social de 1957 envolveu diferentes interesses, no campo social, político e econômico, tais aspectos inserem-se em um contexto específico de disputas pela terra na região. O levante é reconhecidamente um movimento popular, em que colonos, percebidos enquanto posseiros, ocupam as principais cidades da região e obrigam a retirada das companhias colonizadoras, conquistando suas propriedades. A pesquisa utiliza-se da história oral, refletindo experiências de sujeitos que viveram o período ou presenciaram o conflito social, assim, visa compreender suas trajetórias de vida, seus modos de viver e lutas na terra. Nas entrevistas, dentre os inúmeros aspectos apresentados, ressalta-se as dificuldades sociais e econômicas em um contexto de instabilidade política. Deste modo, pretendo apresentar as experiências sociais no sentido qualitativo da fonte oral, demonstrando como no levante as experiências de pessoas simples, sem vínculo com partidos políticos ou sem ser uma liderança urbana, também foram significativas para o desfecho da Revolta. Ao pensar como esses personagens observam os principais acontecimentos, destaco como isso difere de memórias ditas oficiais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-10-19
Como Citar
Orben, T. A. (2014). A REVOLTA DOS COLONOS OUTRAS MEMÓRIAS. Oficina Do Historiador, 805-825. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/19072