A FRENOLOGIA E A TEMÁTICA DO CRIME NO INSTITUT HISTORIQUE DE FRANCE DURANTE A MONARQUIA DE JULHO (1830-1848)

  • Cristian Cláudio Quinteiro Macedo UFRGS
Palavras-chave: Institut Historique de France. Frenologia. Crime.

Resumo

Em um dos mais significativos instituts savants da Paris oitocentista, o Institut Historique de France, historiadores, médicos, arquitetos, filósofos, poetas, naturalistas, advogados, educadores se reuniam em classes de estudo e pesquisa voltados ao saber histórico. Com uma perspectiva histórica marcada pela noção de “utilidade social”, onde os problemas sociais como pobreza e crime eram constantemente debatidos, a frenologia, ciência organizada por Franz Joseph Gall (1758-1828) e seu discípulo Johann Gaspar Spurzheim (1776-1832) é citada diretamente, ou tem seus princípios defendidos, em muitas das discussões que ocorrem no Instituto. O presente trabalho pontua alguns elementos que sugerem a participação e a influência da frenologia nas questões de importância nas sessões do Institut Historique de France, entre as quais se destaca a temática do crime e das classes perigosas durante a Monarquia de Julho (1830-1848).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-10-18
Como Citar
Macedo, C. C. Q. (2014). A FRENOLOGIA E A TEMÁTICA DO CRIME NO INSTITUT HISTORIQUE DE FRANCE DURANTE A MONARQUIA DE JULHO (1830-1848). Oficina Do Historiador, 2032-2053. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/19056