A FOTORREPORTAGEM SOBRE O SEQUESTRO DOS URUGUAIOS NA REVISTA VEJA, DE 1978 A 1980: A ATUAÇÃO DOS FOTÓGRAFOS E O PAPEL DA FOTOGRAFIA

  • Caio Carvalho Proença PUCRS
Palavras-chave: Fotojornalismo. Ditadura Militar. Sequestro dos Uruguaios.

Resumo

O presente artigo procura compreender o papel que as fotografias assumiram no decorrer de diversas reportagens sobre o caso do sequestro clandestino de dois uruguaios, Lilián Celiberti e Universindo Díaz, em Porto Alegre, publicadas na revista semanal Veja de 1978 a 1980 durante atuação da Operação Condor. Com base nas obras de Lorenzo Vilches e Jorge Pedro Sousa, tentaremos desenvolver algumas questões como: Qual o papel da fotografia, perante textos e legendas, nas páginas da revista? Perante um contexto específico do fotojornalismo nos principais meios de comunicação ocidentais, qual a importância da produção dos fotógrafos Ricardo Chaves e Olívio Lamas no caso do sequestro? Estes e outros assuntos serão brevemente apresentados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-10-18
Como Citar
Proença, C. C. (2014). A FOTORREPORTAGEM SOBRE O SEQUESTRO DOS URUGUAIOS NA REVISTA VEJA, DE 1978 A 1980: A ATUAÇÃO DOS FOTÓGRAFOS E O PAPEL DA FOTOGRAFIA. Oficina Do Historiador, 1884-1904. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/19047