LA CRUZ: ENTRE A ESTÂNCIA E A REDUÇÃO

  • Helenize Serres
Palavras-chave: La Cruz. Estância. Território.

Resumo

O artigo trata das relações existentes entre as estâncias missioneiras e as reduções jesuíticas. As relações sociais, econômicas e políticas foram determinantes para aproximar e distanciar as reduções, estâncias e outros grupos não reduzidos. Muitas vezes a disparidade daquelas relações levou aqueles povos a dissensos e conflitos. Portanto, é importante entender como se davam os relacionamentos internos e externos aos seus espaços. Pretende-se compreender como se davam estas relações entre a estância de La Cruz, no lado oriental do rio Uruguai – localizada na fronteira oeste do atual Estado do Rio Grande do Sul, Brasil; e a redução de La Cruz, do lado ocidental do mesmo rio – localizada na fronteira leste da atual Província de Corrientes, Argentina, no período de 1629 a 1750. As relações entre o povo da Cruz com grupos indígenas como os povos dos charruas e dos minuanos no espaço alegadamente pertencente à Coroa Espanhola.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-10-17
Como Citar
Serres, H. (2014). LA CRUZ: ENTRE A ESTÂNCIA E A REDUÇÃO. Oficina Do Historiador, 1575-1588. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/19002