A INFLUÊNCIA RELIGIOSA E AS CONSEQUENTES ESTRATÉGIAS POLÍTICAS NO PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO E INSTALAÇÃO DO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO/RS (1924-1930): UM ESTUDO DE CASO

  • Rodrigo Luis dos Santos

Resumo

O objetivo deste trabalho é exemplificar como a questão religiosa, sobretudo envolvendo as confissões católica e evangélico-luterana, esteve notadamente inserida dentro de articulações políticas e na adoção de determinadas estratégias durante, pelo menos, metade do século XX, especialmente nas áreas de colonização do Rio Grande do Sul. Essa relação adjacente entre política e religião não se restringe ao âmbito local, mas é perpassada e interage com a dinâmica política mais ampla. Para melhor exemplificarmos a dinamização desse processo, escolhemos como laboratório para esse estudo o distrito de Novo Hamburgo, pertencente, até 1927, ao município de São Leopoldo, na região do Vale do Rio dos Sinos. Temporalmente, o período compreendido entre 1924 e 1927, quando da campanha emancipacionista e, entre 1927 e 1930, quando da emancipação e instalação dos primeiros governos municipais, marca uma intensa relação entre lideranças católicas e evangélico-luteranas e o estabelecimento de estratégias políticas que demonstram um ambiente heterogêneo. Uma união de forças visando, conjuntamente, garantir a independência política e econômica de Novo Hamburgo, não significa que nos bastidores não ocorressem disparidades, jogos de poder e de influência, assim como tentativas de garantir uma espécie de domínio político e social. Nesta perspectiva, nosso objetivo é aqui elencar e apresentar elementos que colaboram para uma compreensão deste processo, que teve repercussão no estabelecimento das composições e ações confessionais, religiosas, econômicas e políticas das décadas seguintes, tanto em nível local como regional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-10-17
Como Citar
dos Santos, R. L. (2014). A INFLUÊNCIA RELIGIOSA E AS CONSEQUENTES ESTRATÉGIAS POLÍTICAS NO PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO E INSTALAÇÃO DO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO/RS (1924-1930): UM ESTUDO DE CASO. Oficina Do Historiador, 1510-1525. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/18964