REPENSANDO MEMÓRIAS COMO FONTES PARA HISTÓRIA PÚBLICA – UMA VISÃO SOBRE DEPOIMENTOS DE ANTIGOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL

  • Marcelo Vianna PUCRS
Palavras-chave: Memória, História Oral, Ministério Público do Rio Grande do Sul, Ditadura Militar

Resumo

Muitas instituições de caráter público apresentam a preocupação de contar aos seus pares e ao grande público, sua história institucional. Trata-se de uma forma particular de História Pública, produzida para constituir uma identidade de grupo e/ou reafirmar o papel institucional frente à sociedade, mas que também serve como uma fonte aos  interessados em constituir uma visão mais crítica sobre a formação desses órgãos. Uma das formas escolhidas pelas instituições é o uso de memórias de seus antigos membros, que corroboram para construir uma visão homogênea e ao mesmo tempo, obscurecem eventuais conflitos nesses espaços. Iremos analisar no caso das memórias situadas entre os anos de 1940 e 1970, em boa parte disponível nas primeiras edições da série "Histórias de Vidas do Ministério Público”. Pretendemos discutir as implicações dessas fontes através de exemplos presentes nessas memórias pontuando um embate entre o discurso de unidade do Ministério Público e as ausências e silêncios que o contradizem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Vianna, PUCRS
Doutorando em Historia PUCRS/CNPq - Integrante Laboratório de História Comparada do Cone Sul/CNPq - áreas de atuação: história política e social do Rio Grande do Sul pós-1930, Estado Novo, elites e instituições; história social das profissões, instituições e elites; história do Direito, Justiça e campo jurídico no Brasil e Rio Grande do Sul; história do campo da Informática.
Publicado
2013-12-09
Como Citar
Vianna, M. (2013). REPENSANDO MEMÓRIAS COMO FONTES PARA HISTÓRIA PÚBLICA – UMA VISÃO SOBRE DEPOIMENTOS DE ANTIGOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL. Oficina Do Historiador, 6(2), 41-56. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/12867
Seção
Artigos