“CULTOS ECUMÊNICOS EM MEMÓRIA DE COMUNISTAS E TERRORISTAS”: ESTRATÉGIAS DE LUTA DE CRISTÃOS PROGRESSISTAS CONTRA A DITADURA MILITAR DO BRASIL

  • André Souza Brito Universidade Federal Fluminense (UFF)
Palavras-chave: Cultos ecumênicos, ditadura militar, oposição pacífica.

Resumo

O artigo busca explicitar e analisar uma modalidade específica de ecumenismo, manifestada através dos chamados cultos ecumênicos realizados ao longo do regime militar do Brasil. Essa prática religiosa e, também política, empreendida por indivíduos vinculados a diferentes instituições religiosas, representou um canal privilegiado de crítica e protesto contra a ditadura. Consequentemente, atraiu a atenção de agentes dos órgãos estatais de inteligência e de repressão, colocando lideranças do catolicismo e do protestantismo sob suspeita e perigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Souza Brito, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal Fluminense (UFF), Docente na Educação Básica, em Volta Redonda (RJ).
Publicado
2013-06-28
Como Citar
Brito, A. S. (2013). “CULTOS ECUMÊNICOS EM MEMÓRIA DE COMUNISTAS E TERRORISTAS”: ESTRATÉGIAS DE LUTA DE CRISTÃOS PROGRESSISTAS CONTRA A DITADURA MILITAR DO BRASIL. Oficina Do Historiador, 6(1), 23-43. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/12735
Seção
Artigos