INDISCIPLINA E INSUBORDINAÇÃO NO EXÉRCITO BRASILEIRO NA DÉCADA DE 1920: O CASO DA COLUNA “DA PROVÍNCIA” NA REVISTA A DEFESA NACIONAL

  • Fernanda Nascimento PUCRS
Palavras-chave: Revista A Defesa Nacional, Tenentismo, Forças Armadas

Resumo

Durante a década de 1920 merece destaque a coluna “Da Provincia” na revista militar A Defesa Nacional. A Revista, fundada em 1913, tinha por objetivo reformular o Exército e, para tanto, os oficiais reformadores insistiam nos problemas da instituição e nas possiveis soluções, que deveriam conferir um grau maior de profissionalismo à instituição. Nesse sentido, a coluna “Da Província” tem por objetivo publicar, de forma anônima ou não, as reclamações e demandas de militares em serviço nas guarnições do interior do Brasil. Mensalmente, a publicação da coluna demonstra a indisciplina, a falta de hierarquia e a desorganização da instituição muito antes dos levantes de 1922 e 1924, que agitaram a jovem oficialidade do Exército. Tal estado de coisas ajuda a compreender melhor o papel dos fatores internos nos processos insidiosos na instituição durante este período. A coluna perde força a partir de 1925, talvez pelo esforço dos editores em permanecerem legalistas e neutros diante das agitações tenentistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Nascimento, PUCRS
Doutoranda em História (PPGH-PUCRS)
Publicado
2012-12-20
Como Citar
Nascimento, F. (2012). INDISCIPLINA E INSUBORDINAÇÃO NO EXÉRCITO BRASILEIRO NA DÉCADA DE 1920: O CASO DA COLUNA “DA PROVÍNCIA” NA REVISTA A DEFESA NACIONAL. Oficina Do Historiador, 5(2), 221-234. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/12487
Seção
Artigos