“L'absent de l'Histoire”: notas sobre a crítica Michel de Certeau ao fazer historiográfico

  • João Rodolfo Munhoz Ohara Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Michel de Certeau, escrita da história, alteridade.

Resumo

Para Michel de Certeau, o passado é o ausente do texto historiográfico. Nosso trabalho analisa o texto “L’absent de l’Histoire”, publicado em 1973, no qual ele elabora tal ideia. Seguindo a estrutura do texto de Certeau, buscaremos refletir sobre sua crítica ao fazer historiográfico que se desenvolvia no período. Apontamos aqui para a centralidade da ideia de alteridade no pensamento de Certeau expresso no texto analisado; para ele, a narrativa historiográfica é uma representação do Outro que o presente conjurou para fora de seus domínios, encarregando o historiador de vasculhar tal região desconhecida e tornar essa alteridade pensável – mas civilizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Rodolfo Munhoz Ohara, Universidade Estadual de Londrina
Graduado em História pela UEL (2010), aluno do Mestrado em História Social da UEL. Tem pesquisas nas áreas: História Cultural, Teoria da História, História da Historiografia.
Publicado
2012-10-24
Como Citar
Ohara, J. R. M. (2012). “L’absent de l’Histoire”: notas sobre a crítica Michel de Certeau ao fazer historiográfico. Oficina Do Historiador, 5(1), 70-81. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/10827
Seção
Artigos