[1]
A. L. Vilela, “Florbela Espanca. Ser Poeta é ser Flor”, Navegações, vol. 8, nº 1, p. 35-40, out. 2015.