Teixeira, V. R. (2010) “O ‘criado-mudo’ e a língua que recria os sentidos da história”, Navegações, 2(2). Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/navegacoes/article/view/6400 (Acessado: 26junho2022).