[1]
F. J. Rauen e A. C. Souza Ribeiro, “Processos ostensivo-inferenciais em excertos de interpretação da Lei Maria da Penha: estudo de caso”, Letronica, vol. 9, nº 1, p. 90-105, abr. 2016.