[1]
T. Nilo, “Uma Reflexão sobre a Crítica de Hannah Arendt ao Conceito de Trabalho de Karl Marx”, Intuitio, vol. 9, nº 2, p. 88-102, dez. 2016.