[1]
J. E. Porcher, “Delírios e os limites explanatórios da psicologia do senso comum”, Intuitio, vol. 8, nº 1, p. 185-197, jul. 2015.