Estado-nação, Cidadania, Direitos Humanos e Biopolítica: o problema do Refugiado

  • Raphael Guazzelli Valerio (UNESP) PPG-FIL UNESP
Palavras-chave: Estado-nação, Cidadania, Direitos Humanos, Biopolítica, Refugiado

Resumo

pretendemos analisar a figura do refugiado e de como este deixa ver a vida nua que subjaz, como motor secreto, a legitimar os ordenamentos políticos ocidentais. Inicialmente observaremos a gênese e o desenvolvimento dos conceitos de Estado-nação e cidadania no pensamento de Habermas. A relação entre direitos humanos e Estado-nação, a partir das teses de Hannah Arendt, nos fornecerá a chave para a crítica do modelo político iluminista por meio do pensamento biopolítico de Giorgio Agamben. As declarações de direitos, ao servirem de base jurídica para a formação do moderno Estado-nação, assinalam o nascimento de uma biopolítica da modernidade, no momento em que a vida natural está posta na base do ordenamento político.  

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-06-25
Como Citar
Guazzelli Valerio (UNESP), R. (2012). Estado-nação, Cidadania, Direitos Humanos e Biopolítica: o problema do Refugiado. Intuitio, 5(1), 229-250. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/9666
Seção
Artigos