Aplicação do modelo clássico de ciência: uma análise da teoria ética de Brentano

  • Mateus Romanini (UFSM) Universidade Federal de Santa Maria
Palavras-chave: Modelo Clássico de Ciência. Teorias Científicas. Teoria Ética de Brentano.

Resumo

Este artigo consiste na aplicação do Modelo Clássico de Ciência, sistematizado por de Jong e Betti, à teoria ética de Brentano com o intuito de verificar as possibilidades de aplicação deste modelo. Como introdução à teoria de Brentano será apresentada uma noção geral do intuicionismo ético, definindo onde podemos situar sua teoria. Em seguida será analisado o que, em concordância com Moosa, pode ser considerado o núcleo do intuicionismo ético de Brentano. É a este núcleo que será aplicado o Modelo Clássico de Ciência. Para que possamos avaliar se a teoria ética do autor pode ser considerada científica, demonstraremos de modo bastante geral em que consiste o Modelo Clássico de Ciência. Por fim, será feita uma avaliação da teoria de Brentano, seguindo a aplicação do modelo proposto. Destas etapas é possível concluir que, ao sistematizar a teoria de Brentano de modo a que cumpra as condições exigidas pelo Modelo Clássico, ela pode ser tomada como científica conforme o modelo proposto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-06-25
Como Citar
Romanini (UFSM), M. (2012). Aplicação do modelo clássico de ciência: uma análise da teoria ética de Brentano. Intuitio, 5(1), 61-73. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/9084
Seção
Artigos