Da "revolução copernicana" (do verdadeiro "idealismo transcendental")

  • Luiz Carlos Mariano da Rosa (UGF) UGF
Palavras-chave: conhecimento, sujeito, objeto, juízos, transcendental

Resumo

O artigo em questão se detém nas implicações epistemológicas da revolução copernicana de Immanuel Kant, cuja perspectiva, emergindo das fronteiras que inter-relacionam o racionalismo de Leibniz, o empirismo de Hume e a ciência positiva físico-matemática de Newton, instaura o horizonte do idealismo transcendental, estabelecendo a correlação fundamental envolvendo o sujeito e o objeto do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Carlos Mariano da Rosa (UGF), UGF
- Poeta e Letrista, Ensaísta e Crítico Literário; - Autor de O Todo Essencial, Universitária Editora, Lisboa, Portugal; - Membro do Movimento "Poetas Del Mundo", Chile, do "World Poets Society", Grécia, e da UBE - SP [União Brasileira de Escritores]; - Acadêmico do CEUCLAR; - Pesquisador [Filosofia, Educação e Cultura] e Empreendedor Sociocultural [Espaço Politikón Zôon, CNPJ nº 10.642.249/0001-54, Rua Tamoio, 393, Meudon, Teresópolis, Estado do Rio de Janeiro, CEP: 25954-240, Fone/Fax: (21) 3641-1290].
Publicado
2011-07-21
Como Citar
Mariano da Rosa (UGF), L. C. (2011). Da "revolução copernicana" (do verdadeiro "idealismo transcendental"). Intuitio, 4(1), 117-133. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/8316
Seção
Artigos