Aproximações entre o pragmatismo de John Dewey e o desenvolvimento das lógicas não-clássicas

  • Fernando Cesar Pilan (UNESP) Universidade Estadual Paulista - UNESP
Palavras-chave: Pragmatismo. Lógicas não-clássicas. Contingência.

Resumo

O objetivo de nosso trabalho é apresentar a reconstrução proposta por John Dewey no âmbito da filosofia contemporânea e tentar apresentar possíveis aproximações desta com o desenvolvimento das lógicas não clássicas. Destacamos a ponderação do elemento da contingência, tanto pela filosofia de John Dewey, quanto pelas principais lógicas não-clássicas. Neste sentido, no pragmatismo a lógica é definida em termos de uma ciência experimental que investiga o próprio processo de produção do conhecimento e não o conhecimento adquirido e acabado como na concepção tradicional de lógica. Em convergência, tentaremos mostrar que o surgimento das lógicas alternativas pretende não apenas complementar ou reformar, mas substituir alguns princípios da Lógica Clássica como as lógicas polivalentes, intuicionista, relevantes, paraconsistentes etc. Em suma, parece que na lógica não-clássica há uma passagem do âmbito estritamente rigoroso da lógica tradicional a uma noção de lógica que lide com a incerteza, indeterminabilidade, contingência etc. aproximando a lógica da resolução de problemas reais. Desta forma, nossa hipótese é de que há possibilidades de aproximação entre o pensamento de Dewey e o desenvolvimento das lógicas contemporâneas principalmente por partilharem do mesmo objetivo que é apresentar alternativas aos problemas do cânone filosófico tradicional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-07-21
Como Citar
Pilan (UNESP), F. C. (2011). Aproximações entre o pragmatismo de John Dewey e o desenvolvimento das lógicas não-clássicas. Intuitio, 4(1), 51-60. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/7723
Seção
Artigos