Sobre a unidade teórica da obra de Marx

  • Márcio Egídio Schäfer (PUCRS) PUCRS
Palavras-chave: Marx, Filosofia, Economia, Alienação

Resumo

O presente artigo visa discutir o problema da unidade teórica da obra de Marx. Analisamos, num primeiro momento, a posição de Robert Tucker, autor que argumenta em prol de uma mudança radical entre o Marx “jovem” e o Marx “maduro”, especialmente no que tange a presença do “eu” no primeiro Marx, que desapareceria no segundo. Em seguida, tomando como pedra de toque o problema da alienação, intentar-se-á mostrar que há bons argumentos para pensar na hipótese exatamente oposta, a saber, de que a partir do problema da alienação é possível pensar numa unidade fundamental da obra de Marx. O que se pretende mostrar, em última instância, é que do fato de Marx mudar a forma de tematizar sua obra, isto é, de ocupar-se com a investigação da economia, não se segue que o “eu” tenha sido esquecido pelo filósofo de Trier. Ao contrário; essas investigações propunham justamente desnudar o sistema de reprodução social que conduzia a negação do “eu” pela alienação. E pelas análises econômicas Marx pensava poder chegar à compreensão daquilo que era necessário para a transcendência positiva de tal estado de coisas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-07-21
Como Citar
Schäfer (PUCRS), M. E. (2011). Sobre a unidade teórica da obra de Marx. Intuitio, 4(1), 134-146. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/7712
Seção
Artigos