A INTERPRETAÇÃO DO ARGUMENTO ONTOLÓGICO SEGUNDO LEIBNIZ

  • Andréa Maria Cordeiro (PUCRS) PUCRS

Resumo

O argumento ontológico para provar a existência de Deus foi criado por Santo Anselmo. Ele visava provar a existência de Deus de uma forma a priori, ou seja, é um argumento não baseado em experiências externas. Ele busca passar do simples conceito de Deus à sua existência. Leibniz defende a prova ontológica de Santo Anselmo e introduz que não basta passar da idéia de um ser infinito e perfeito à realidade e sim demonstrar previamente a sua possibilidade. Na primeira parte deste trabalho demonstraremos de maneira geral o próprio argumento de Santo Anselmo e na segunda parte, como Leibniz o interpretou e o complementou. PALAVRAS-CHAVE: Argumento ontológico. Existência de Deus. Prova ontológica. Anselmo, Leibniz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Maria Cordeiro (PUCRS), PUCRS
Filosofia do Conhecimento e da Linhuagem
Publicado
2009-12-03
Como Citar
Cordeiro (PUCRS), A. M. (2009). A INTERPRETAÇÃO DO ARGUMENTO ONTOLÓGICO SEGUNDO LEIBNIZ. Intuitio, 2(3), 56-64. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/5994
Seção
Artigos