ROBERT NOZICK E SUA TEORIA POLÍTICA: UMA ALTERNATIVA VIÁVEL À PROPOSTA DE JOHN RAWLS?

  • Raphael Brasileiro Braga (UFC) Universidade Federal do Ceará

Resumo

Robert Nozick inicia Anarquia, Estado e Utopia afirmando que os indivíduos têm direitos, e há coisas que nenhuma pessoa ou grupo pode fazer com os indivíduos sem lhes violar os direitos. Para ele, um Estado justo em relação aos seus cidadãos nada mais é do que um Estado que respeita a conduta individual. O autor afirma que um Estado não tem o direito de forçar uma pessoa mais privilegiada a contribuir com um menos favorecido a fim de que este tenha seu bem-estar aumentado. Se você for forçado, seja pelo Estado, seja por alguém, a contribuir para o bem-estar de terceiros, seus direitos estarão sendo violados. Diante disso, Nozick afirma que o Estado Mínimo é o mais extenso que se pode justificar. Qualquer outro mais amplo viola os direitos dos cidadãos. PALAVRAS-CHAVE: Justiça. Estado Mínimo. Direitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raphael Brasileiro Braga (UFC), Universidade Federal do Ceará
Mestrando em Filosofia pela Universidade Federal na área de Filosofia Política.
Publicado
2009-12-04
Como Citar
Braga (UFC), R. B. (2009). ROBERT NOZICK E SUA TEORIA POLÍTICA: UMA ALTERNATIVA VIÁVEL À PROPOSTA DE JOHN RAWLS?. Intuitio, 2(3), 239-256. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/5984
Seção
Artigos