CETICISMO E RELIGIÃO EM MICHEL DE MONTAIGNE: DUAS INTERPRETAÇÕES DA APOLOGIA DE RAYMOND SEBOND

  • Tiago Barros Duarte (UFMG) UFMG

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir a respeito da relação de ceticismo e religião em Michel de Montaigne. Pretende-se salientar a problemática convivência destas esferas no texto do filósofo renascentista, a partir da exposição de duas interpretações opostas da Apologia de Raymond Sebond. Se por um lado este ensaio foi lido por muitos como um texto bem sucedido em sua proposta de defender a religião tradicional, em resposta aos argumentos da Reforma Protestante, por outro lado, muitos intérpretes viram neste texto uma fervorosa crítica à religião cristã e seus costumes. Para melhor clarificar cada uma destas posições, serão destacadas as principais passagens da Apologia que servem de base para suas argumentações. PALAVRAS-CHAVE: Ceticismo. Religião. Fideísmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-12-04
Como Citar
Duarte (UFMG), T. B. (2009). CETICISMO E RELIGIÃO EM MICHEL DE MONTAIGNE: DUAS INTERPRETAÇÕES DA APOLOGIA DE RAYMOND SEBOND. Intuitio, 2(3), 298-307. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/5977
Seção
Artigos