MUNDO INFINITAMENTE DECOMPONÍVEL E O DILEMA DE HEMPEL

  • Bernardo Alonso (UFRJ) UFRJ

Resumo

Neste artigo tentamos acomodar a tese fisicalista com a noção de um mundo infinitamente decomponível sem cairmos no Dilema de Hempel. Primeiro examinamos a ontologia das propriedades físicas. Depois apresentamos o dilema de Hempel. Finalmente apresentamos o artigo de Montero 2006 como uma possível solução para o problema, mas argumentamos que o fisicalismo proposto é melhor caracterizado como um tipo de determinismo do não-mental (Levine 2001).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-12-03
Como Citar
Alonso (UFRJ), B. (2009). MUNDO INFINITAMENTE DECOMPONÍVEL E O DILEMA DE HEMPEL. Intuitio, 2(3), 65-77. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/5976
Seção
Artigos