A LINGUAGEM DA CIÊNCIA NO TRACTATUS DE WITTGENSTEIN

  • Marciano Adilio Spica (UFSC) Universidade Estadual do Centro Oeste do Paraná

Resumo

O presente trabalho pretende caracterizar as idéias de Wittgenstein a respeito da linguagem científica presentes em sua primeira obra o Tractatus Logico-Philosophicus. Num primeiro momento, para que os escritos sobre a ciência se tornem mais claros, mostraremos as idéias de linguagem presentes em tal obra, clarificando seus principais conceitos. Depois disso, elucidaremos suas idéias a respeito da ciência, mostrando que esta se constitui basicamente de sentenças que representam o mundo. Junto com esta concepção mostraremos a natureza das leis e teorias científicas para o Tractatus, elucidando que estas são modelos que nos ajudam a representar o mundo, portanto não são sentenças que se referem a fatos particulares deste.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marciano Adilio Spica (UFSC), Universidade Estadual do Centro Oeste do Paraná
Doutorando em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor Assistente na Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná.
Publicado
2009-06-20
Como Citar
Spica (UFSC), M. A. (2009). A LINGUAGEM DA CIÊNCIA NO TRACTATUS DE WITTGENSTEIN. Intuitio, 2(1), 101-123. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/5385
Seção
Artigos