Ensaio entre epistemologia analítica e hermenêutica filosófica

Palavras-chave: Coerentismo, Epistemologia, Hermenêutica, Heidegger

Resumo

O presente ensaio visa explorar uma aproximação do coerentismo epistemológico, na teoria apresentada por Keith Lehrer, com a filosofia hermenêutica, principalmente nas formulações feitas por Martin Heidegger em Ser e Tempo. Tal aproximação, embora inusitada e para alguns suspeita, foi apontada como um possível caminho, por Johnatan Dancy e Merold Westphal, para solucionar impasses na epistemologia que remontam às suas primeiras formulações e acompanham a epistemologia contemporânea. Na primeira seção, discutimos o estranhamento dessa aproximação para, na segunda seção, resgatar os pontos centrais da história da epistemologia até a indicação de Westphal de tratar a hermenêutica heideggeriana como fundamento para uma epistemologia coerentista. Na seção três, apresentamos a teoria coerentista de Lehrer. Na última seção, resgatamos as compreensões centrais de Heidegger acerca do conhecimento e esboçamos, à guisa de conclusão, que cuidados o epistemólogo deveria ter se assumir uma posição hermenêutica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristian Marques, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Doutorando em filosofia sob orientação do prof. Dr. Fabio Caprio de Castro. Pesquisa dentro da área fenomenológica.

Referências

ALSTON, William. P. Epistemic Justification: essays in the theory of knowledge. Ithaca: Cornell University Press, 1989.

ALSTON, William. P. Beyond justification: dimensions of epistemic evaluation. Ithaca: Cornell University Press, 2005.

https://doi.org/10.1017/s0012217300001876

AUDI, Robert. Belief, justification and knowledge. California: Wadsworth, 1988.

AUDI, Robert. The structure of justification. Cambridge: Cambridge Univ., 1993.

BONJOUR, Laurence. The structure of empirical knowledge. Cambridge: Harvard University Press, 1985.

BONJOUR, Laurence. Epistemology: classic problems and contemporary responses. Lanham: R & L, 2002.

BURDZINSKI, Júlio César. Coerência e justificação epistêmica: um estudo das teorias de Laurence Bonjour e Keith Lehrer. 2004. Tese (Doutorado em Filosofia) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

https://doi.org/10.24873/j.rpemd.2018.06.219

Brueckner, Anthony. Essays on skepticism. Oxford: Oxford University Press, 2010.

Dancy, Jonathan. Epistemologia contemporânea. Lisboa: Edições 70, 1985.

DANCY, Jonathan. Introducción a la epistemología contemporánea. 2. ed. Madrid: Tecnos, 2007.

DANCY, Jonathan; SOSA, Ernest; STEUP, Matthias (org.). Companion to epistemology. Oxford: Blackwell Publishers, 2010.

FIANCO, Cristiane. O coerentismo de Bonjour: uma leitura fundacional. 2011. Tese (Doutorado em Filosofia) – Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.

https://doi.org/10.7594/revbio.19.01.02

FLORES, Tito Alencar. Racionalidade epistêmica e o processo de justificação. 2004. Tese (Doutorado em Filosofia) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

https://doi.org/10.24873/j.rpemd.2018.06.219

FLORES, Tito Alencar. The problem of the criterion, knowing that one knows and infinitism. Veritas, Porto Alegre, v. 50, n. 4, p. 109-128, 2005.

https://doi.org/10.15448/1984-6746.2005.4.1818

FLORES, Tito Alencar. Epistemic levels, the problem of easy knowledge and skepticism. Veritas, Porto Alegre, v. 54, n. 2, p. 109-129, 2009.

https://doi.org/10.15448/1984-6746.2009.2.6820

FOLEY, R. Conceptual diversity in epistemology. In: MOSER, Paul K. (Ed.). The Oxford handbook of epistemology. Oxford: Oxford University Press, 2002. p. 177-203.

https://doi.org/10.1093/0195130057.003.0006

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e método. 12. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

GETTIER, E. Is justified true belief knowledge? Analysis, [s. l.], n. 23, p. 121-123, 1963.

https://doi.org/10.1093/analys/23.6.121

GOLDMAN, A. What is justified beilief? In: PAPPAS, G. (Ed.). Justification and knowledge: new studies in epistemology. Dordrecht: D. Reidel, 1979. p. 1-24.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo. Tradução: Fausto Castilho. Campinas: Unicamp, 2012.

KLEIN, Peter D. Infinitism’s take on justification, knowledge, certainty and skepticism. Veritas, Porto Alegre, v. 50, n. 4, p. 153-172, 2005.

https://doi.org/10.15448/1984-6746.2005.4.1820

LEHRER, Keith. Theory of knowledge. 2nd ed. Boulder: Westview, 2000.

LEHRER, Keith. Coherence and the truth connection. Erkenntnis, [s. l.], v. 63, n. 3, p. 413-423, 2005.

https://doi.org/10.1007/s10670-005-4003-3

LEHRER, Keith. Coherentism. In: DANCY, Jonathan; SOSA, Ernest; STEUP, Matthias (ed.). A Companion to epistemology. 2nd ed. Oxford: Blackwell Publishers, 2010. p. 278-281.

MOSER, Paul K. (ed.). The Oxford handbook of epistemology. Oxford: Oxford University Press, 2002.

https://doi.org/10.1093/0195130057.001.0001

NEURATH, M. Protocol statements. In: NEURATH, M. Philosophical papers 1913-1946. Dordrecht: Reidel, 1983. p. 91-99.

https://doi.org/10.1007/978-94-009-6995-7_7

POLLOCK, John L.; CRUZ, Joseph. Contemporary theories of knowledge. 2nd ed. Lanham: Rowman & Littlefield, 1999.

RORTY, Richard. A filosofia e o espelho da natureza. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994.

ROSS, David. Teoría de las ideas de Platón. 5. ed. Madrid: Catedra, 2001.

SEIBT, Cezar Luís. A hermenêutica heideggeriana e a questão do conhecimento. Conjectura: Filosofia e Educação, Caxias do Sul, v. 21, n. 1, p. 188-214, jan./abr. 2016.

STEIN, Ernildo. Pensar é pensar a diferença: filosofia e conhecimento empírico. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2006.

STEIN, Ernildo. Questão do método em filosofia: um estudo do modelo heideggeriano. Porto Alegre: Movimento, 1983.

STEIN, Ernildo. Racionalidade e existência: o ambiente hermenêutico e as ciências humanas. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2008.

STEIN, Ernildo. Seis estudos sobre ser e tempo. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

SOSA, Ernildo. Epistemology: an anthology. Malden: Blackwell Publishers, 2000.

WESTPHAL, M. A hermenêutica enquanto epistemologia. In: GRECO, John; SOSA, Ernest. (org.). Compêndio de epistemologia. São Paulo: Loyola, 2008. p. 645-676.

Publicado
2019-07-11
Como Citar
Marques, C. (2019). Ensaio entre epistemologia analítica e hermenêutica filosófica. Intuitio, 12(1), e32528. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2019.1.32528
Seção
Artigos: Epistemologia e Metafísica