Os sistemas da filosofia moderna

Palavras-chave: Filosofia moderna, Sistemas e métodos, Epistemologia.

Resumo

A tradução que se segue diz respeito à primeira parte do texto de Antonio Rosmini-Serbati (1797-1855), intitulado Breve schizzo dei sistemi di Filosofia Moderna e del proprio sistema (publicado postumamente em 1913 e 1942), em que o autor apresenta sete filósofos que representam, segundo sua concepção, os sistemas filosóficos relevantes do período moderno, em especial do século XVIII. Contudo, ainda que o elenco de filósofos e seus sistemas apresentem uma aparente ordem cronológica, nota-se antes uma linha expositiva apoiada sob um desenvolvimento conceitual e sistemático, onde cada filósofo aqui exposto apresenta um progresso, do ponto de vista do autor, com relação a seus predecessores. Desse modo, o texto tem início por uma breve caracterização do pensamento de Locke, desenvolvendo-se em sistemas filosóficos como de Condillac, Berkeley, Hume, Reid, Kant, e, por fim, com a proposta filosófica de Fichte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Gomes Reis Pinto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Departamento de Filosofia da UFRGS

Referências

CORMACK, G.; HICKEY, D. Rosmini and Rosminianism. In: THE CATHOLIC Encyclopedia. New York: Robert Appleton Company, 1912. v. 13.

HUGH, C. (ed.). Encyclopedia Britannica. Cambridge: Cambridge University Press, 1911. v. 23. p. 738–739.

MASSIMO, C. Dizionario Biografico degli Italiani. Roma: Treccani, 1999.

ROSMINI-SERBATI, A. Breve schizzo dei sistemi di filosofia moderna e del proprio sistema. Introduzione e commento di Silvio Ferrighi. Milano: Carlo Signorelli Editore, 1942.

Publicado
2019-07-11
Como Citar
Pinto, M. G. R. (2019). Os sistemas da filosofia moderna. Intuitio, 12(1), e29865. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2019.1.29865