Tradução e Apresentação do verbete Gênio, de Voltaire

  • Kamila Cristina Babiuki Universidade Federal do Paraná - UFPR
Palavras-chave: Gênio, Voltaire, Iluminismo

Resumo

Tradução do verbete Gênio, de Voltaire, publicado originalmente nas Questões sobre a Enciclopédia em 1771. Dividido em duas seções, o conteúdo do texto se apresenta em três partes. Na primeira, Voltaire faz um apanhado histórico e etimológico do termo ‘gênio’, remontando ao seu uso entre os gregos e romanos, até chegar no significado corrente para o século XVIII. Em seguida, o filósofo associa o homem de gênio àquele que é autor de uma grande invenção, ou seja, de uma invenção genial. Em um último momento, Voltaire propõe que a invenção saída das mãos do homem de gênio, quando aprimorada, se mostra mais útil e mais próxima das pessoas em geral, o que, porém, não desqualifica ou retira o valor do caráter inventivo do homem de gênio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kamila Cristina Babiuki, Universidade Federal do Paraná - UFPR
Faz parte do Mestrado Tripartite em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná - UFPR, Université de Rennes 1 - França e Université de Sherbrooke - Canadá.

Referências

AGOSTINHO, A Cidade de Deus, vol. II, trad. J. Dias Pereira, Lisboa: Calouste, 2000. p. 849-850.

APULÉE, Le démon de Socrate, p. 444, in: Voyages imaginaires, songes, visions, et romans cabalistiques. Trad. l'Abbé Compain de Saint-Martin. Tome 33. Amsterdam e Paris: 1788. pp 435-469.

D’ALEMBERT, & DIDEROT, Enciclopédia, vol. 5, org. Maria das Graças de Souza e Pedro Paulo Pimenta. São Paulo: Unesp, 2015, pp. 323 – 329.

HESÍODO, Escudo de Heracles; in: Revista Hypnos, (Ano 5, No. 6, 2000), pp. 185-221).

VOLTAIRE, Dicionário filosófico, trad. Libero Rangel del Tarso, Rio de Janeiro: Ediouro, 1993. 210 p.; VOLTAIRE, Dicionário filosófico, in: Pensadores: Voltaire, trad. Marilena Chauí, Bruno da Ponte e João Lopes Alves, São Paulo: Abril Cultural, 1978. 328p.

VOLTAIRE, Questions sur l’Encyclopédie, org. Nicholas Cronk e Christiane Mervaud, vol. 42a, Oxford: Voltaire Foundation, 2011, pp. 55-61.

VOLTAIRE, Questions sur l’Encyclopédie, org. Nicholas Cronk e Christiane Mervaud, vol. 42a, Oxford: Voltaire Foundation, 2011, p. 55, nota introdutória.

WILSON, A. Growing tension with Rousseau: ‘only the bad man lives alone’. in: Diderot: the testing years, Nova York: Oxford University Press, 1957, pp. 247-259.

Publicado
2016-12-20
Como Citar
Babiuki, K. C. (2016). Tradução e Apresentação do verbete Gênio, de Voltaire. Intuitio, 9(2), 150-156. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2016.2.25646