Em busca do Deus Absconditus: O papel da razão e do coração no argumento da aposta de Blaise Pascal

  • Rildo da Luz Ferreira Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUC-PR
Palavras-chave: Razão – Coração – Aposta – Deus absconditus

Resumo

RESUMO O contexto no qual freqüentemente se estudava Pascal era o da reivindicação da fé e do coração perante uma razão cartesiana que desqualificava o valor cognoscitivo de todo saber que não estivesse fundado unicamente sobre o soberano altar da razão suficiente. A partir desta perspectiva, a obra de Pascal, especialmente os Pensamentos, não seria senão fruto de um mais ou menos marcado fideísmo. Neste contexto de interpretação, o argumento da aposta era compreendido como um claro sinal da convicção pascaliana da impossibilidade da razão humana para conhecer a Deus. Todavia, a hipótese que sustentamos neste artigo é a de que a aposta pascaliana deve ser entendida a partir de uma perspectiva na qual fé e razão não só não se contrapõe, como o Deus ao qual tendem uma e outra é o mesmo. Isso só é possível quando se entende que a razão que Pascal sublinha os limites é a razão que opera nas matemáticas e nas ciências experimentais. O argumento pascaliano da aposta se encontra, ao contrário, no âmbito do coração, pois é ele que permite ao apostador perceber que apostar na existência de Deus e decidir-se a seguir seus mandamentos é, tudo isso, algo raisonnable, não contrário aos princípios fundamentais intuídos pela luz natural da inteligência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CARRAUD, V. Pascal et la philosophie. Paris: PUF, 2ª ed., 2007.

GOLDMANN, L. Le Dieu caché. Paris: Gallimard, 1959.

GOUHIER, H. Blaise Pascal: Commentaires. Paris: Vrin, 12ª edição, 2005.

GOUHIER, H. Blaise Pascal: conversão e apologética. Trad. Éricka Marie Itokazu e Homero Santiago. São Paulo: Paulus/Discurso, 2006.

KUNG, H. Existe Dios? Respuesta al problema de Dios en nuestro tiempo. Madri: Ediciones Cristiandad, 1979.

LEBRUN, G. Blaise Pascal: Voltas, Desvios e Reviravoltas. São Paulo: Brasiliense, 1993.

LEOCATA, F. Pascal y la crisis de la razón. Buenos Aires: Revista Sapientia (UCA), n. 55, 2000.

LE GUERN, M. Les Pensées de Pascal. De l’antropologie a la théologie. Paris: Larrousse, 1972.

MESNARD, J. Les Pensées de Pascal. Paris: Ed. Sedes, 1993.

MICHON, H. L’ordre du coeur: philosophie, théologie et mystique dans les Pensées de Pascal. Paris: Editions Champion, 1996.

PASCAL, B. Oeuvres complètes. Edição estabelecida, apresentada e anotada por Michel Le Guern. Paris: Gallimard, Bibliothèque de la Plêiade, 1998.

PASCAL, B. Pensamentos. Trad. Mário Laranjeira. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

PONDÉ, L. F. Conhecimento na Desgraça: ensaio sobre epistemologia pascaliana. São Paulo: Edusp, 2004.

PONDÉ, L. F. O Homem insuficiente. São Paulo: Edusp, 2001.

PONDÉ, L. F. Do Pensamento no Deserto: Ensaios de Filosofia, Teologia e Literatura. São Paulo: EDUSP, 2009.

SELLIER, Ph. Pascal et Saint Augustin. Paris: Armand Colin, 1970.

THIROUIN, L. Le hasard et les règles: le modele du jeu dans la pensée de Pascal. Paris: Vrin, 1991.

Publicado
2015-12-20
Como Citar
Ferreira, R. da L. (2015). Em busca do Deus Absconditus: O papel da razão e do coração no argumento da aposta de Blaise Pascal. Intuitio, 8(2), 114-127. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2015.2.18724
Seção
Varia