A relevância das emoções nos processos decisórios e o mito da racionalidade pura a partir da neurociência de António Damásio

  • Francisco Jozivan Guedes de Lima (PUCRS) Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Resumo

O artigo objetiva demonstrar a relevância e a influência das emoções nos processos decisórios e, consequentemente, criticar a ideia de racionalidade pura difundida ao longo do pensamento filosófico ocidental. Para isso, tomará como base precípua a proposta neurocientífica de Damásio, especificamente, a partir do livro O erro de Descartes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Jozivan Guedes de Lima (PUCRS), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
Sou Jozivan, natural de Quixadá-CE, mas vivi muitos anos em Ibicuitinga-CE, e alguns em Limoeiro do Norte-CE. Fiz estudos filosóficos e teológicos por 5 anos visando tornar-me sacerdote diocesano. Sou graduado em História, Filosofia e atualmente curso Mestrado em Filosofia pela UFC e na PUCRS em Filosofia Política.
Publicado
2014-11-18
Como Citar
Guedes de Lima (PUCRS), F. J. (2014). A relevância das emoções nos processos decisórios e o mito da racionalidade pura a partir da neurociência de António Damásio. Intuitio, 7(2), 236-247. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2014.2.18336
Seção
Artigos