O fenômeno do jogo e a hermenêutica de Hans-Georg Gadamer

  • Leandro Assis Santos (UERJ) UERJ
Palavras-chave: Jogo. Mundo. Configuração fluida. Sentido.

Resumo

O presente artigo visa explicitar a problematização de Hans-Georg Gadamer sobre a questão do jogo. Essa análise não se limita a investigar um jogo determinado, mas busca meditar sobre uma experiência que se realiza a partir de uma configuração fluida de sentidos, que se notabiliza por ser articuladora de possibilidades lúdicas. Tais sentidos estão sempre manifestos quando um jogo acontece. Assim, não se pretende delimitar o jogo mediante um ambiente previamente definido, mas cabe nessa oportunidade apenas refletir sobre uma experiência a partir da qual um mundo se mostra. Deste modo, não se deterá nesse trabalho às perspectivas estéticas e suas abordagens sobre o jogo, embora delas Gadamer se valha, mas a uma interpretação desse fenômeno a partir de elementos distintos, tais como o risco intrínseco ao jogo e sua dimensão de abertura de mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-11-26
Como Citar
Assis Santos (UERJ), L. (2013). O fenômeno do jogo e a hermenêutica de Hans-Georg Gadamer. Intuitio, 6(2), 102-112. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/15043
Seção
Artigos