A liberdade transcendental na Crítica da Razão Pura de Kant

  • Douglas João Orben (PUCRS) PUCRS
Palavras-chave: Kant, Liberdade, Metafísica

Resumo

 

O artigo aborda a ideia metafísica de liberdade, sobretudo, na Dialética transcendental da primeira Crítica. Kant, neste trecho da KrV, apresenta a liberdade como sendo uma simples ideia transcendental, naturalmente necessária, mas objetivamente não conhecida. Inicialmente, analisa-se como as ideias transcendentais são naturalmente produzidas (metaphysica naturalis) pela razão especulativa, não podendo ser simplesmente evitadas, possuindo, inclusive, um uso sistematicamente legítimo. Em seguida, examinam-se as antinomias cosmológicas, mostrando a origem da ilusão transcendental e revelando o ponto preciso do conflito antinômico. Com isto, abre-se a possibilidade de evitar os erros produzidos pela ilusão transcendental, sem por em xeque o princípio natural de produção das ideias metafísicas. Por fim, mostra-se como a ideia transcendental da liberdade é naturalmente exigida pela razão especulativa (pressupondo e em correspondência com a análise das ideias como disposição natural da razão) e, não obstante, como esta ideia (de uma causalidade por liberdade) pode ser logicamente pensada sem contradição com a causalidade natural.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas João Orben (PUCRS), PUCRS
Possui graduação em Filosofia, Licenciatura Plena, pela Faculdade Palotina - FAPAS (2010). Desenvolve pesquisas na área de Filosofia Moderna, com ênfase em Filosofia Transcendental, Teoria do Conhecimento, Ontologia e Metafísica. Tem experiência nas disciplinas de Introdução à lógica formal, com proeminência em lógica aristotélica, Filosofia da Ciência e Filosofia Moderna. Atualmente é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUC/RS (Porto Alegre) e professor do curso de Filosofia da Faculdade Palotina FAPAS (Santa Maria).
Publicado
2013-06-16
Como Citar
João Orben (PUCRS), D. (2013). A liberdade transcendental na Crítica da Razão Pura de Kant. Intuitio, 6(1), 216-228. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/13840
Seção
Artigos