Sobre a liberdade investida: é possível articular liberdade e heteronomia?

  • Diogo Villas Bôas Aguiar (UFPE) Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: crítica, infinito, liberdade, subjetividade

Resumo

Numa leitura hermenêutica da primeira seção de Totalidade e infinito, que a reconstrói debatendo com os principais interlocutores de Levinas, intencionamos evidenciar o conceito que constitui o objeto de nossa investigação – a liberdade investida – pondo em perspectiva e questionando a espontaneidade e autojustificação de uma das concepções centrais da cultura ocidental: a liberdade. O ponto fundamental dessa inquirição defende, juntamente com Levinas, a tese de que no âmbito da desconstrução da Totalidade ontológica a articulação entre heteronomia e liberdade só se dá a partir do momento em que esta se manifesta não como pressuposto, mas como investida.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-06-16
Como Citar
Villas Bôas Aguiar (UFPE), D. (2013). Sobre a liberdade investida: é possível articular liberdade e heteronomia?. Intuitio, 6(1), 123-137. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/13510
Seção
Artigos