Sobre O nosso temor da morte, de E. Tugendhat

  • Gabriel Ferreira da Silva

Resumo

Embora seja claro que a morte nos inspira temor, não nos é igualmente claro aquilo por força de que nós a tememos. É em vista de analisar as condições que engendram tal temor que o texto O nosso temor da morte, do filósofo alemão Ernst Tugendhat, constitui-se. Partindo de considerações acerca do sentimento de temor da morte, que a princípio parece ter sentido apenas na dimensão da introspecção, o filósofo vai em busca das estruturas que favorecem o aparecimento de tal pavor, formulando aquilo que denomina “hipótese biológica”, que deve servir a uma relativização de si como expediente para a superação do medo da morte. Nesse artigo pretendemos explicitar o movimento argumentativo de Tugendhat, bem como apresentar algumas questões que nos parecem em aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-11-19
Como Citar
da Silva, G. F. (2012). Sobre O nosso temor da morte, de E. Tugendhat. Intuitio, 5(2), 86-95. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/12652
Seção
Dossiê