A Psicanálise e o Conceito de Esclarecimento em Adorno e Horkheimer

  • Tiago Hercílio Baltazar (UFPR) Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Civilização, Esclarecimento, Repressão

Resumo

Nesse ensaio promove-se um diálogo entre duas narrativas da trajetória da civilização ocidental. De um lado a tese freudiana elaborada em Totem e Tabu sobre a passagem da horda patriarcal para uma ordem social organizada; de outro a tese de uma lógica subjacente ao mito e o esclarecimento presente em Dialética do Esclarecimento de Adorno e Horkheimer. Sem grande prejuízo de suas peculiaridades tentei mostrar, com base numa aproximação entre as noções de repressão e esquecimento da natureza, como a psicanálise permanece uma referência na leitura dos frankfurtianos. Devo ainda acrescentar minha convicção de que as ideias apresentadas a seguir guardam maior valor pelas questões que colocam do que pelas conclusões que permitem estabelecer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago Hercílio Baltazar (UFPR), Universidade Federal do Paraná
Psicólogo, mestrando em Filosofia pela UFPR
Publicado
2012-06-25
Como Citar
Baltazar (UFPR), T. H. (2012). A Psicanálise e o Conceito de Esclarecimento em Adorno e Horkheimer. Intuitio, 5(1), 200-212. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/10782
Seção
Artigos