[1]
J. F. Bertonha, “Diálogos fascistas: os fascismos espanhol e alemão e os traumas da Segunda Guerra Mundial”, Estud. Ibero-Am. (Online), vol. 43, nº 3, p. 697-700, dez. 2017.