O pragmatismo brasileiro na cooperação militar com os Estados Unidos, nas décadas de 1930 e 40

  • Eduardo Munhoz Svartman
Palavras-chave: Relações Brasil-EUA, Cooperação militar, Política externa

Resumo

Argumenta-se que houve pragmatismo nas negociações militares do Brasil com os Estados Unidos, no período aqui abordado. A associação assimétrica que se desenhava visava, para o Brasil, objetivos ligados ao seu imediato rearmamento e à obtenção de facilidades para uma industrialização nacional capaz de, a longo   prazo, suprir suas Forças Armadas. Essa pauta se prolongou nos primeiros anos da Guerra Fria e foi o que definiu a conveniência ou não da cooperação militar com os EUA desde então.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2008-12-03
Como Citar
Svartman, E. M. (2008). O pragmatismo brasileiro na cooperação militar com os Estados Unidos, nas décadas de 1930 e 40. Estudos Ibero-Americanos, 34(1). https://doi.org/10.15448/1980-864X.2008.1.4525
Seção
Artigos