ESTRUTURA E MOVIMENTO NA "ODE MARÍTIMA" DE: ÁLVARO DE CAMPOS

  • José I. Suárez Benedicto Cuesta -

Resumo

O poema mais extenso de Fernando Pessoa, a "Ode Marítima", foi composto sob o heterônimo de Álvaro de Campos. Neste breve estudo, o autor reduz esta obra prima a uma prosa sintetizada e descritiva, na qual podemos observar a sua composição rítmica e estrutural. Assim, a aderência de Alvaro de Campos (Pessoa) aos princípios da estética Futurista é posta em relevo. Tanto o tema central como o significado da cor também são tratados sucintamente. Toda observação feita mostra que Pessoa preferiu a elaboração poética consciente à improvisação espontânea, a emoção controlada à inspiração abrupta. Por conseguinte, a "Ode Marítima" resulta num modelo exemplar da intelectualização da emoção pelo poeta. JIS

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José I. Suárez Benedicto Cuesta, -
-

Referências

-

Publicado
1983-12-31
Como Citar
Cuesta, J. I. S. B. (1983). ESTRUTURA E MOVIMENTO NA "ODE MARÍTIMA" DE: ÁLVARO DE CAMPOS. Estudos Ibero-Americanos, 9(1, 2), 165-174. https://doi.org/10.15448/1980-864X.1983.1-2.36362
Seção
Artigos