NOTAS PARA UM ESTUDO SOBRE A IMIGRAÇÃO NORTE-AMERICANA E SUAS INFLUÊNCIAS NA CULTURA BRASILEIRA (1823-1889)

  • Luiza Kliemann -

Resumo

No século XIX, numa política de expansão, os E.U.A.colocaram em seu roteiro a América Latina e passaram a pressionar o império brasileiro para a abertura do rio Amazonas à navegação e exploração estrangeira. Um dos elementos de presssão foi a tentativa de imigração planejada, que rechaçada nos primeiros anos, foi aceita por volta de 1866. As condições do sul dos Estados Unidos depois da Guerra de Secessão, as necessidades crescentes de mão-de-obra para a cafeicultura no Brasil, apressaram a vinda dos norte-americanos. Os grupos mais numerosos localizaram-se na Amazônia e em São Paulo, os outros espalharam-se pelo território brasileiro. O aspecto ilusório e propagandístico que envolveu a imigração, a falta de um apoio governamental tanto do Brasil como dos E.U.A., mais as condições do meio ambiente encontradas, fizeram o malogro da empresa no seu aspecto colonizador. Deste insucesso e da dispersão dos grupos de imigrantes resulta a pouca influência destes no cômputo geral da cultura brasileira, ficando evidente então que as transformações culturais ocasionadas pela penetração de uma cultura norte-americana no Brasil, não foram decorrentes da imigração neste período e sim ocorreram posteriormente através das fontes político-diplomáticas, econômicas e dos meios de comunicação. LK

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiza Kliemann, -
-

Referências

-

Publicado
1976-12-31
Como Citar
Kliemann, L. (1976). NOTAS PARA UM ESTUDO SOBRE A IMIGRAÇÃO NORTE-AMERICANA E SUAS INFLUÊNCIAS NA CULTURA BRASILEIRA (1823-1889). Estudos Ibero-Americanos, 2(1), 39-46. https://doi.org/10.15448/1980-864X.1976.1.36211
Seção
Artigos