“A Constituição de 1988 os paradoxos da democracia brasileira” – entrevista com Olivier Dabène

  • Fredéric Louault
  • Teresa Cristina Schneider Marques

Resumo

Olivier Dabène é doutor em Ciência Política pelo Institut d’Études Politiques de Grenoble (Sciences Po – Grenoble). Atualmente é professor do Institut d’Études Politiques de Paris (Sciences Po – Paris), onde atua desde 2005. Dabène é fundador e presidente do Observatório político da América Latina e Caribe (OPALC). Foi professor convidado em diversas universidades no exterior, inclusive no Brasil. Convém ainda destacar a sua atuação enquanto responsável cultural no Consulado da França em São Paulo-SP, Brasil, entre 2000 e 2002. Suas pesquisas se voltam para a análise dos processos de integração regional nas Américas e da democracia na América Latina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BASTIDE, Roger. Trois livres sur le Brésil. Revue Française de Science Politique, 1955, n. 1, p. 110-118.

COUFFIGNAL, Georges. La nouvelle Amérique latine. Laboratoire politique de l’Occident. Paris: Presses de Sciences Po, 2013.

LATINOBARÓMETRO. Informe Latinobarómetro 2016, 2 sept. 2016. <http://www.latinobarometro.org/latNewsShowMore.jsp?evYEAR=2016&evMONTH=9>.

MONCLAIRE, Stéphane; BARROS FILHO, Clóvis de. Brésil: l’écriture d’une constitution. Politix, v. 1, n. 2, 1988.

Publicado
2018-08-20
Como Citar
Louault, F., & Marques, T. C. S. (2018). “A Constituição de 1988 os paradoxos da democracia brasileira” – entrevista com Olivier Dabène. Estudos Ibero-Americanos, 44(2), 293-296. https://doi.org/10.15448/1980-864X.2018.2.31190