A fronteira em movimento: relações luso-castelhanas na segunda metade do século XVIII

  • Fábio Kühn
Palavras-chave: Fronteira, Migrações, Rio Grande do Sul colonial

Resumo

Pretende-se discutir a noção de fronteira no Rio Grande do Sul colonial, onde sugerimos uma visão alternativa do povoamento sulino, baseados nos registros paroquiais do século XVIII. Parece ser mais apropriado considerar o espaço fronteiriço colonial enquanto uma "fronteira em movimento", com intensa circulação humana e econômica, dentro de um contexto demográfico diversificado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1999-12-31
Como Citar
Kühn, F. (1999). A fronteira em movimento: relações luso-castelhanas na segunda metade do século XVIII. Estudos Ibero-Americanos, 25(2), 91-112. https://doi.org/10.15448/1980-864X.1999.2.25507
Seção
Artigos