A renovação do anarquismo no Uruguai: a Federação Anarquista Uruguaia entre 1956 e 1967

  • Eduardo Rey Tristán
Palavras-chave: Federação Anarquista Uruguaia (FAU), Esquerda revolucionária anar­quista, Uruguai

Resumo

O anarquismo uruguaio, força dominante no meio operário nas primeiras décadas do século XX, após seu ostracismo entre 1929 e 1956, viveu um segundo mo­mento de destaque nas lutas sociais do país durante os anos sessenta. Sua organização na Federação Anarquista Uruguaia, em 1956, lhe permitiu constituir-se, novamente, numa força política e social destacada dentro da esquerda. Este trabalho estuda a evo­lução do anarquismo no Uruguai entre 1956 e 1967. Inicia-se com o processo de criação de sua principal organização política legal nesse período, a FAU, e analisa-se sua traje­tória até a decretação de sua ilegalidade, em dezembro de 1967: organização, debates internos, ideologia e concepção de revolução.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2004-12-31
Como Citar
Tristán, E. R. (2004). A renovação do anarquismo no Uruguai: a Federação Anarquista Uruguaia entre 1956 e 1967. Estudos Ibero-Americanos, 30(1), 161-184. https://doi.org/10.15448/1980-864X.2004.1.23526
Seção
Artigos