Discurso, poder e mídia na Venezuela da era Chávez

  • Losandro Antonio Tedeschi Universidade Federal da Grande Dourados
  • Anatolio Medeiros arce Universidade Federal da Grande Dourados
Palavras-chave: Dispositivo. Hugo Chávez. Michel Foucault. Venezuela.

Resumo

Este artigo destaca o discurso e sua propagação através da mídia como a principal forma de exercício de poder na Venezuela da era Chávez (1999-2013). Estes três conceitos (discurso, poder e mídia/dispositivo) são compreendidos bom base em Michel Foucault a quem tais conceitos foram marcantes em sua trajetória intelectual. O artigo discute rapidamente os conceitos de poder e o discurso em Foucault para, em seguida, analisá-los como eles são materializados na realidade política venezuelana. Isso porque a era Chávez foi um momento histórico de intensa efervescência política, popularização das opções de mídia e, principalmente, o país foi comandado por um líder que priorizou a própria exposição e de suas políticas, o que acabou por transformá-lo em um presidente midiático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Losandro Antonio Tedeschi, Universidade Federal da Grande Dourados
Doutor em História Latino-americana, pesquisador em História das Mulheres, Gênero, Interculturalidade e Memória. Professor do Programa de Pós-Graudação em História – PPGH da Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, e coordenador da Cátedra UNESCO “diversidade cultural, gênero e fronteiras” e do Laboratório de Estudos de Gênero, História e Interculturalidade, LEGHI.
Anatolio Medeiros arce, Universidade Federal da Grande Dourados
Doutorando e Mestre em História pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Bacharel em Ciências Sociais pela mesma instituição. Pesquisador em História da América Latina, governo Chávez, Cuba e Integração Latino-americana.

Referências

ANTUNES, Cláudia. Governo conta com vasta rede de comunicação pública. Folha de São Paulo, 28 de junho de 2005, p. 12, no 27.845.

BARTLEY, Kim; O’BRIAN, Donnacha. “The Revolution will not be televised”. Documentário (2002). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=3ZajyVas4Jg>. Acesso em: 19 jun. 2014.

CARROLL, Rory. Comandante: a Venezuela de Hugo Chávez. Tradução de George Schlesinger. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2013.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel, 1990.

CHÁVEZ, Hugo. Pronunciamento do tenente-coronel Hugo Chávez em cadeia nacional. In: UCHOA, Pablo. Venezuela: a encruzilhada de Hugo Chávez. São Paulo: Globo, 2003.

CHÁVEZ, Hugo. Discurso del presidente de la República Bolivariana de Venezuela, Hugo Chávez Frías, con motivo de la LXI Asamblea General de la Organización de las Naciones Unidas. Sede de las Naciones Unidas, Nueva York, Estado Unidos, 20 de septiembre de 2006. In: 2006 “Año de la participación y el poder popular”. Selección de discursos del presidente de la República Bolivariana de Venezuela Hugo Chávez Frías. Ediciones de la presidencia de la República, Caracas-Venezuela, 2009.

DREYFUS, Hubert. Michel Foucault: uma trajetória filosófica – para além do estruturalismo e da hermenêutica. Tradução de Vera Porto Carrero. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

EWELL, Judith. Venezuela, 1930-1990. In: BETHELL, Lelie (Org.). Historia de América Latina: los países andinos desde 1930. Traducción de Jordi Beltrán. Barcelona: Editorial Crítica, 2002, p. 301-356.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 8. ed. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. 22. ed. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. São Paulo: Edições Loyola, 2012.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. 9. ed. Tradução de Salma Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 26. ed. São Paulo: Graal, 2013b.

FOUCAULT, Michel. Sujeito e poder. In: DREYFUS, Hubert. Michel Foucault: uma trajetória filosófica – para além do estruturalismo e da hermenêutica. Tradução de Vera Porto Carrero. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. p. 231-249.

GOTT, Richard. À sombra do libertador: Hugo Chávez Frías e a transformação da Venezuela. Tradução de Ana Corbisier. São Paulo: Expressão Popular, 2004.

HARNEKER, Marta. Venezuela: una revolución sui géneris. In: Ponencia para el seminario de LAC (Foro Social Mundial III). Enero de 2002. p. 15.

JONES, Bart. Hugo Chávez: da origem simples ao ideário da revolução permanente. Tradução de Rodrigo Castro. São Paulo: Novo Contexto, 2008.

KRAUSE, Enrique. O poder e o delírio. Tradução de Luis Reyes Gil. São Paulo: Benvirá, 2013.

MAISONNAVE, Fabiano. Chávez e rei espanhol batem boca em cúpula. Folha de S. Paulo, São Paulo, 11 de novembro de 2007, p. A25, No 28.711.

MARCANO, Cristina; BARRERA, Alberto. Hugo Chávez sem uniforme: uma história pessoal. Tradução de Marcos Santarrita. Rio de Janeiro: Gryphus, 2006.

NOGUEIRA, Silvia Garcia; RIBEIRO, Alana Maria. A Telesur e a construção simbólica da integração latino-americana durante e depois da era Chávez. In: Revista Sul-americana de Ciência Política, v. 1, n. 3, p. 123-131, 2013.

ROVAI, Renato. Midiático poder: o caso Venezuela e a guerrilha informativa. São Paulo: Publisher Brasil, 2007.

VALENTE, Leonardo. Política externa na era da informação: o novo jogo do poder, as novas diplomacias e a mídia como instrumento de Estado nas Relações Internacionais. Rio de Janeiro: Revan, 2007.

VEYNE, Paul. Foucault: seu pensamento, sua pessoa. Tradução de Marcelo Marques de Morais. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

WEBER, Max. Os três tipos puros de dominação legítima. In: Coleção Grandes Cientistas sociais. 3. ed. São Paulo: Ática, 1986.

Publicado
2015-02-19
Como Citar
Tedeschi, L. A., & Medeiros arce, A. (2015). Discurso, poder e mídia na Venezuela da era Chávez. Estudos Ibero-Americanos, 40(2), 224-239. https://doi.org/10.15448/1980-864X.2014.2.19297
Seção
Artigos