O front como experiência da temporalidade: crise da civilização, falência representacional e alteridade

  • Carlos Henrique Armani
Palavras-chave: Primeira Guerra Mundial, História, Temporalidade

Resumo


Esse artigo é um estudo introdutório ao pensamento de alguns intelectuais – sobretudo Eric Maria Remarque – que viveram durante a Primeira Guerra Mundial e testemunharam um período histórico profundamente conturbado pela violência e morte – a experiência da temporalidade. Para tal estudo, eu investigarei três tópicos no pensamento desses autores: a crise da idéia de civilização; os limites da representação como categoria cognitiva e a questão da alteridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-11-17
Como Citar
Armani, C. H. (2006). O front como experiência da temporalidade: crise da civilização, falência representacional e alteridade. Estudos Ibero-Americanos, 32(2). https://doi.org/10.15448/1980-864X.2006.s.1351