Entre a filosofia e a sociologia: matrizes teóricas das discussões atuais sobre história e memória

  • Benito Bisso Schmidt
Palavras-chave: História, Memória, Fenomenologia

Resumo


O objetivo deste texto é situar as matrizes teóricas dos trabalhos de alguns autores que servem como referência para boa parte dos estudos contemporâneos sobre as relações entre história e memória: Bergson, Halbwachs, Pollak, Nora e Ricoeur. Seus estudos dialogam, de maneira direta ou indireta, com duas matrizes: a sociológicaobjetivista e a fenomenológica-intuicionista. Elas se estabeleceram no âmbito da disputa entre a sociologia e a filosofia pelo direcionamento das ciências humanas nascentes no século XIX.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-11-17
Como Citar
Schmidt, B. B. (2006). Entre a filosofia e a sociologia: matrizes teóricas das discussões atuais sobre história e memória. Estudos Ibero-Americanos, 32(1). https://doi.org/10.15448/1980-864X.2006.1.1302
Seção
Artigos