Os discursos da classe empresarial brasileira na revista <i>Democracia e Emprêsa</i> do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais do Rio Grande do Sul (1962-1964)

  • Thiago Aguiar de Moraes

Resumo

A presente pesquisa tem como objetivo geral analisar os conteúdos da revista Democracia e Emprêsa, produzida pelo Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais do Rio Grande do Sul (IPESUL), especificamente nos anos de 1962-1964, no contexto da campanha de desestabilização do governo de João Goulart levada a cabo pela classe empresarial brasileira. Seu objetivo específico é compreender a história do IPESUL. O IPESUL era um “braço” do Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais (IPÊS), órgão criado em 1961 pouco depois da renúncia de Jânio Quadros para produzir propaganda contra João Goulart e apoiar opositores deste. Tais Institutos formavam parte das direitas no contexto pré-golpe, e tinham relações com a Escola Superior de Guerra (ESG) e o Instituto Brasileiro de Ação Democrática (IBAD), por exemplo. A produção e ação do IPÊS e do IPESUL eram voltadas para a conquista do Estado pela classe empresarial e pelos militares conservadores, que compunham tais órgãos. Esta mobilização culminou no golpe civil-militar de 1964.
Como Citar
Moraes, T. A. de. (2009). Os discursos da classe empresarial brasileira na revista <i>Democracia e Emprêsa</i> do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais do Rio Grande do Sul (1962-1964). Revista Da Graduação, 2(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/view/6070
Seção
Ciências Humanas