Monitoramento da Resistência Galvância da Pele

  • Carlos Eduardo Nadal Fraga

Resumo

O monitoramento da Resistência Galvânica da Pele (MRGP) ou mais conhecido como Galvanic Skin Response (GSR) realizado através do sistema implementado neste trabalho está baseado em pesquisas anteriores onde um circuito realiza a divisão de tensão entre uma resistência pré-definida e a resistência captada através de dois eletrodos colocados nos dedos da mão, um no dedo indicador e outro no dedo médio. Nesses dois dedos estão localizadas glândulas sudoríparas que são controladas pelo sistema nervoso simpático que por sua vez faz parte do sistema autônomo [1]. Conforme o estímulo que atua sobre o aspecto psicológico, é liberado ou não secreção (suor) nessa região, alterando a resistência na região onde estão os eletrodos. O circuito é alimentado por uma bateria de celular de 3,7volts com saída de tensão regulada em 3,3volts. Este sistema ainda dispõe de amplificadores operacionais de alta precisão do tipo OPA277, que atuam na amplificação e filtragem do sinal analógico para eliminar interferências e são usados também no circuito que disponibiliza uma saída de alimentação simétrica. O circuito ainda possui um microcontrolador MSP430F2013 que recebe os sinais analógicos do circuito para fazer a conversão A/D e os envia através de uma conexão isolada por uma porta do tipo Universal Serial Bus (USB) para o computador. Os dados coletados são enviados ao software, programado em Delphi, disponibilizando o resultado na tela através de gráfico. Então quanto mais excitada ou nervosa a pessoa estiver, maior a secreção (suor), menor a resistência nos eletrodos e maior a amplitude do sinal de saída do circuito.
Publicado
2009-10-20
Como Citar
Fraga, C. E. N. (2009). Monitoramento da Resistência Galvância da Pele. Revista Da Graduação, 2(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/view/6005
Seção
Ciências Exatas