Cartografia do Processamento Numérico em Ponto Flutuante

  • Oscar Remigius Albrecht Filho

Resumo

Os números de ponto flutuante buscam representar um conjunto infinito de números com uma quantidade finita de bits. Contudo, isto não é possível pois não há como representar um conjunto infinito em precisão finita. Sendo assim, quando os números que se deseja representar não podem ser exatamente representados por números de ponto flutuante, armazena-se o valor aproximado deste número obtido a partir da utilização de um dos tipos de arredondamento. Quando isto acontece o número é associado a um erro de arredondamento que, geralmente, não é muito grande mas que pode influenciar no resultado final de operações onde esteja envolvido. Assim, qualquer cálculo com números de ponto flutuante está sujeito à ocorrência do erro de arredondamento. Este trabalho visa desenvolver um benchmark que, no cenário de avaliação de polinômios, possibilita a comparação de métodos de avaliação polinomial em relação ao tempo necessário para executar o método e a qualidade do resultado obtido. Através da análise dos resultados obtidos com o benchmark, tentaremos fazer apresentar a cartografia do processamento de ponto flutuante e, se esta existir, regras gerais para o comportamento do erro de arredondamento.
Publicado
2009-10-20
Como Citar
Filho, O. R. A. (2009). Cartografia do Processamento Numérico em Ponto Flutuante. Revista Da Graduação, 2(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/view/6003
Seção
Ciências Exatas