Desenvolvimento de métodos analíticos para a determinação direta de arsênio em amostras de nafta, condensado de petróleo e outros derivados via GF AAS.

  • Roger Teixeira Rampazzo

Resumo

A indústria petroquímica e suas matérias químicas básicas tornaram-se indispensáveis para o aprimoramento de desenvolvimento de novas tecnologias. Atualmente o petróleo e seus derivados são os produtos mais comercializados do mundo, sendo disponibilizados nas mais variadas formas possíveis. A presença de metais nestes compostos, mesmo em nível de traços, podem acarretar sérios problemas a indústria química e ao meio ambiente. Além de poluentes, podem influencias em uma série de compostos, reduzindo a sua estabilidade, eficiência e envenenando catalisadores irreversivelmente. A determinação de Arsênio torna-se difícil neste tipo de amostra, devido a apresentarem matrizes complexas e a baixa concentração desse elemento. A espectrometria de absorção atômica em forno de grafite (GF AAS) tem sido uma das técnicas mais empregadas para o controle de elementos traço nesse tipo de amostra. O presente trabalho propõe o desenvolvimento de métodos analíticos que possam ser aplicados rotineiramente na determinação arsênio em amostras de gasolina, nafta e condensados de petróleo via GF AAS, comparando a eficiência de um atomizador com filtro com aquecimento transversal (THFA) com a de um atomizador convencional com plataforma e aquecimento transversal (THGA).
Como Citar
Rampazzo, R. T. (2009). Desenvolvimento de métodos analíticos para a determinação direta de arsênio em amostras de nafta, condensado de petróleo e outros derivados via GF AAS. Revista Da Graduação, 2(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/view/5026
Seção
Ciências Exatas