432 HORAS DE RELATIVIDADE: uma investigação acerca da utilização de mangá no ensino de física

  • Lucas Diovani Lopes Narciso EDIPUCRS
Palavras-chave: Relatividade Geral, Relatividade Especial, Mangá, Ensino de Física, Ensino Médio.

Resumo

Usualmente não há abordagem da Física Moderna no Ensino Médio, o que justifica a existência diversas contribuições experimentais de pesquisadores que visam auxiliar os professores no ensino desse conteúdo. Estudos mostram que entre as razões pelas quais o ensino dessa parte da Física é negligenciado estão o despreparo e falta de conhecimento por parte do professor. Dessa forma, o objetivo desse estudo é investigar os benefícios da utilização de um mangá no ensino de Relatividade. Para isso, foram elaboradas e aplicadas aulas em duas turmas do último ano do Ensino Médio, comparando-se dois métodos didáticos: aquele no qual se utilizou o material (mangá) e o tradicional. As análises dos resultados evidenciaram vantagens na utilização do mangá, uma vez que 83% dos alunos que utilizaram o mangá compreenderam satisfatoriamente o conteúdo, contra 73% dos alunos da outra turma. Além disso, o nível geral de satisfação da turma que utilizou o mangá foi alto, indicando que os alunos gostaram do material e das aulas. Por fim, esse estudo recomenda a utilização do mangá no ensino da Física Moderna como ferramenta de auxílio aos professores.
Publicado
2014-11-12
Como Citar
Diovani Lopes Narciso, L. (2014). 432 HORAS DE RELATIVIDADE: uma investigação acerca da utilização de mangá no ensino de física. Revista Da Graduação, 7(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/view/19324
Seção
Faculdade de Física