ANÁLISE DA INTERFACE PINO DE FIBRA E DENTINA RADICULAR

  • Laura Smidt Nunes EDIPUCRS
  • Rafaela Pavinatto Job EDIPUCRS
Palavras-chave: cimentação, cimentos de resina, cimentos dentários, dentina, materiais dentários, microscopia, pinos de retenção dentária, pinos dentários.

Resumo

Este estudo analisou a interface obtida entre pinos de fibra de vidro e dentina radicular utilizando cimento autoadesivo e auto-condicionante. Foram selecionados quatro dentes monorradiculares, caninos, humanos e realizado tratamento endodôntico prévios a cimentação dos pinos intrarradiculares. Após, realizaram-se dois cortes seriados com a finalidade de seccioná-los em três terços – terço cervical, médio e apical - para a avaliação da qualidade das cimentações. Para tal análise, foi utilizada microscopia óptica (80x) e observado a continuidade e homogeneidade da camada de cimento. Podem-se observar bolhas na camada interna de cimento, na união dentina/cimento, além de restos de cimento endodôntico. Porém, amostras uniformes e homogêneas também foram presentes qualificando coesão e adesão entre os substratos, as quais são necessárias para garantir qualidade clínica e longevidade dos procedimentos. Concluímos que não há uniformidade de espessura de cimento ao longo dos terços observados, há presença de bolhas internas ao cimento e na interface cimento/dentina radicular e que há uma diferença de diâmetro transversal do pino de fibra em relação à luz dos condutos preparados. 

Biografia do Autor

Laura Smidt Nunes, EDIPUCRS
Gilbertto Keller
Como Citar
Smidt Nunes, L., & Pavinatto Job, R. (2013). ANÁLISE DA INTERFACE PINO DE FIBRA E DENTINA RADICULAR. Revista Da Graduação, 6(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/view/15527
Seção
Faculdade de Odontologia